quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Eu tinha uma galinha que se chamava...

Galinácia daqui ó.
Cocoricó!!!
Quem nunca conheceu uma galinácea hibrida bota a SCQB* onde ------------------------ quiser!
Hoje encontrei com uma ciscando na rua... de assustar vivente distraído. Ok, não tenho mais idade pra me assustar com esse tipo de ser, mas... tem umas que metem medo. Se encontrar no escuro saio gritandoooooooh. Sorte que foi de manhã, dia claro, na caminhada. Eu indo, ela voltando. Provavelmente da buatchy ou... bem, não me interessa. Uns mais de quarenta e tantos anos vestida numa roupitcha pra menos de  quinze. Cara de quem bebeu, tomou e cheirou todas. Meio tresloucada cacarejava em alto e bom som pela calçada vazia de clientes... naquela hora eu era sua única platéia. A situação tá feia. Deu pena. Melhor mudar o rumo da minha caminhada amanhã... Não estou merecendo encontrar esse tipo de exú logo cedo não.
Chuta que é macumba!

....

Últimos dias do ano chegando. Nem ideia do que fazer pra ceia de Natal, aff. A casa vai encher e eu aqui totalmente zen saber o que fazer da vida. Menu tradicional ou mais leve? O pouco que decidi foi... que farei as compras na segunda. 
Presentes? Outro problema... Nenhum comprado. NE NHUM.  Nem meu, nem seu (ahá, brincadeira), nem de ninguém. E nem ideia do que comprar pra quem. Acho que vou adotar a prática chinesa, um envelope vermelho com dindim dentro e cada um que saia e escolha o seu! Isso evitará pelo menos... as trocas. 
Será que dá pra pular essa parte?!? Ceia, presentes... ai, ainda não entrei no clima. Faremos amigo oculto? Não sei, meu bem! Dá pra parar de fazer pergunta difícil? Aff.
Hoje sairei para ver os presentes dos anjos, crianças que "adotei" neste Natal, preciso entregar os kits prontos até sexta... É um projeto dos Vicentinos da paróquia aqui de perto. Eles fazem uma lista de crianças carentes, nome, número de roupa, sapato, presente que pediu pro "Papai Noel"  et cetera. A gente vai lá escolhe algum (alguns no meu caso) e providencia o necessário. 

...

Mais dois dias e all family chega. Acho que é melhor enfiar o dedo na tomada 220w  pra energizar. Minha bateria tá fraca. Falando em bateria arriando... o relógio da cozinha pifou. Muito fofo meu relógio, presente do meu papis. Tinha canto dos pássaros. A cada hora cantava um diferente. Agora está além de parado... restou calado. Vou ver se dá pra trocar a máquina sem estragar os cantos.... orem.

...

Falando em all family (que ainda não sabe dizer exatamente que dia vem, sexta ou sábado), sister G3 foi dispensada de estar presente na reuniãozinha. Irá pra praia na Bahia. Ok, também trocaria se pudesse.... então nem liguei muito. Ando muito compreensiva. Tão compreensiva  que fiz que não entendi quando ela veio pedir desculpas e se explicar por não poder estar presente no "primeiro" Natal aqui em casa. Ah, tá. Como é que é? Olha, salvo engano esse não será o "primeiro" Natal aqui, já teve outros. Apesar da norma geral ser comemorar a date na casa dos meus pais ou dos sogros, já teve alguns Natais na minha casa. Natais em que ela compareceu. Mas... deixa pra lá, deixa passar. Ela também deve estar pelas tabelas e esqueceu. 
Alguém me chama pra passar o Natal na praia... please!  Nem precisa ser necessariamente na Bahia. Se bobear faço uma saída silenciosa pela esquerda e desapareço. Os dias que passei na Chapada só serviram pra realçar  a necessidade urgente de férias longe de tudo e de quase todos.

...

Sou só eu ou... 
Alguém mais achou esse ano duro de roer?!?
Disseram que ano que vem será melhor. Tomara. 

* Em latim pra ficar mais divertido: spiraculo splendorem suum. 

Um comentário:

  1. Não tão duro o ano, mas estagnado.... pra mim pelo menos rs

    Kisu!

    ResponderExcluir

Falaê...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...