sábado, 16 de março de 2013

Made in Peru (2)

(onde estava?)

Municipalidade de Miraflores - Praça Kennedy
Bem, pegamos o taxi e fomos para praça Kennedy (coração de Miraflores), muito linda, fui bem cuidada... Vou repetir isso mil vezes, pura inveja dos peruanos que conseguem manter sua cidade linda e limpa. Se você parar para pensar que aquilo é um deserto então... pira, pq não parece. É só gramado verde e flores pra todo lado. Os canteiros de flores de Brasília eram mais bonitos, agora estão tão descuidados... vergonha.
A praça é point de artistas variados, tem uma micro feirinha no entardecer, charmosa... vários restaurantes e lojas em volta. Se você ir na direção do oceano, vai achar o shopping Larcomar, dá para ir a pé sem nem suar. Se for na direção oposta encontra uma rua lotada de mini centros comercias especializados em artesanato peruano. É o point das compras. Ah, pode e deve-se pechinchar. A prata é boa, mas bem mais cara que no México. Não comprei nem uma grama. Aliás tinha avisado pro maridex, se me der aloka e num impulso resolver comprar brincos ou pingentes de llama em prata... me segura e não deixa! Compramos chaveirinhos de llamas para as meninas e só. Duas boas e grandes lojas chilenas estão próximas Sagafalabella  e Ripley.  Lembram as antigas Mesbla, Mappin, Sears, etc.. Vale muito a pena entrar e conferir, sempre. Demos sorte e pegamos as duas com mega promoções. Mas isso foi depois.
Ceviche misto, 25 soles, do Punto Azul. É o melhor!
Sobre restaurantes... não é a toa que a culinária peruana entrou na rota internacional. Qualquer restaurante "meiaboca" já tem comida de qualidade por um preço justo. Pedimos informação para uma senhorinha local de uma loja perto da praça e ela (lambendo os beiços) nos indicou o Punto Azul para comer o "melhor ceviche" da cidade. Fomos andando e chegando lá o susto... lotado, com fila até para fora do restaurante, que era o terceiro só naquela quadra. Pegamos a ficha 19 e ficamos de molho, esperando e confiando na dica. Pensa no melhor ceviche da sua vida? Agora multiplica por mil. Comemos ceviche t-o-d-o-s os dias em Lima e o do Punto Azul foi o melhor disparado. Amoremio, que não era (agora virou fã) chegado pediu uma Parihuela de frutos do mar, muito boa por sinal. Pedi ceviche misto e me surpreendi com o sabor (põe sabor nisso!) dos frutos do mar... sabe o que é vc comer uma lula ou um polvo e pensar: "obrigado, meud'euz... como isso é bom!!!" Surpresa total, e olha que adoro peixe e frutos do mar. O prato é acompanhado de um milho branco, grande, gostoso e que infelizmente não temos no Brasil. Procurei nos supermercados para ver se tinha em lata para levar e... infelizmente não tem! E de camote. Quando comi o camote pensei que era um tipo de abóbora, tem cor e gosto de abóbora, bem doce... o que faz um contraponto perfeito com o picante-ácido do ceviche. Dias depois, já em Cusco que fui descobrir que o camote é um tipo de batata. Que só tem lá, oh coisa chata. E dale Pisco Sauer junto com tudo, claro! Para calibrar, uma jarra de limonada. Quando saímos estavam chamando a ficha 59 e ainda tinham umas 30 pessoas na fila. Ah, o restaurante, bem atencioso, mandou pratinhos de comidinhas para turma que aguardava na fila e pisco tbm. Então dá para aguentar sem stress.
A parihuela - 26 soles. Boa tbm.
Perto da praça tem uma igreja fofa, la municipalidade e o ponto inicial do turibus. Comemos, corremos e conseguimos pegar um (duas da tarde) para fazer o centro de Lima. Dentro do pacote estava incluído a entrada na igreja de São Francisco e um tour pelas suas catacumbas. Valeu a pena. O centro é bem bonito, conservadíssimo, e as sacadas um show de entalhes. Quanto mais se afasta de Miraflores e se vai em direção ao centro da cidade, a cidade vai "empobrecendo", mas ainda assim tem muita coisa bonita para se ver. Passamos por uma ruína inca ainda em Miraflores (não vale a pena descer... se você for para Cusco e arredores, como nós iríamos depois), por diversos museus, e pelo parque de la Reserva. Tudo programação para o dia seguinte. Lima, em tamanho tem uma plaza "mayor" bem menor do que a da capital do México, mas achei ela bem mais charmosa e infinitamente mais bonita que Santiago. (Porque estou comparando tanto?) Santiago do Chile é muito mais "cidade", moderna, desenvolvida, pujante... mas Lima é mais agradável aos olhos de um turista. Ah, nem é bom falar de chilenos pelo Peru, ainda rola um trauma pela velha guerra entre os dois países (Chile invadiu e tomou Lima por 3 anos - dados não conferidos no pai-google - se quiserem acreditar na minha memória, é com vcs!), há diversos pontos turísticos que passam por locais dessa guerra. Mas os peruanos se enchem de orgulho para contar que "no tempos dos incas... o império dominava tudo, do sul das cordilheiras (chile) até as florestas da venezuela".  Resumo: perder guerra ninguém quer, né? Mas de ser um grande power mega império todos gostam, sem exceção.

A única coisa chata do turibus (Mirabus) foi que ele só para mesmo na Igreja, devíamos ter pedido para (na volta) ficar  na Plaza Mayor, no centro da cidade para poder andar livremente por ali. Acabamos voltando especialmente para isso no dia seguinte (domingo). Ah, nada de fotos dentro da Igreja e museu de São Francisco. Das catacumbas? Nem pensar. Adivinha quem fica com gastura e quase se rasga quando NÃO PODE tirar uma foto? Mas o passeio é imperdível, se vc não tiver medo de lugares apertados e cheios de ossos centenários. 
Igreja e Museu de São Francisco (catacumbas). 
Na volta para a praça Kennedy acabamos comendo um supersanduba de carne de porco de um ambulante que estava por ali. Bem gostoso, mesmo! Para beber a opção era chicha morada. Olha, costumo provar de tudo, mas o tal suco de milho roxo não rolou... refuguei. Não gosto de suco de milho, o falto dele ser roxo não ia mudar isso. Provamos a Inka cola. Doce, doce, muitooooooooooooo doce, parece chiclete de tuttifrutti. As crianças devem amar, rs. Não é ruim, mas ficamos numa garrafinha (pequena) para dois e em seguida voltamos pra velha coca-cola. Passeamos pela feirinha, que estava bombando naquele início de noite. Entramos na Ripley, fiz umas comprinhas... estava em promoção, é tudo que posso dizer em minha defesa! Sem falar que o algodão peruano é algo sem igual. Não é a toa que grandes marcas americanas de moda tem fábricas lá, não citarei nomes. Acabamos jantando num fast-food... maridex ficou com vontade de comer frango frito do KFC. Fomos comer frango frito, entonces. 
Sandubão dubão na rua - carne, frango e porco. É só escolher o seu.
Voltamos pro hotel cansados e felizes. Só por isso conseguimos dormir naquela cama dura com aquele arremedo de ventilador que mal funcionava. Sim, vou continuar reclamando do Hotel Urbano e da Ok Viagens sem parar. 

Um comentário:

  1. Do you love Pepsi or Coca-Cola?
    ANSWER THE POLL and you could win a prepaid VISA gift card!

    ResponderExcluir

Falaê...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...